Aprendendo Japonês com Placas #6

Atenção! Já estamos recebendo pré-matrículas para a turma de 2019 do Programa Japonês Online, nosso treinamento completo para você atingir um nível avançado de japonês. As matrículas acontecem dia 14 de janeiro, clique aqui para saber mais.

O Aprendendo Japonês com Placas de hoje traz uma advertência próxima a um rio em Kyoto.
Muito bom para aumentar o vocabulário!

Vamos começar com o título, em vermelho, logo acima.

  • きけん
  • Perigo

A palavra きけん significa “perigo”. Normalmente, ela seria escrita em Kanji, 危険, mas para que crianças que talvez não saibam esse kanji estejam cientes do perigo, foi usado apenas o hiragana.

Vamos agora para as próximas frases:

  • このしょしらかわほうりゅうぐちです
  • Este local é uma saída de escoamento do Shirakawa

この significa “este”, e 場所 quer dizer “local”. 白川 é o nome do rio Shirakawa. 放流口 seria algo como “saída de escoamento” ou ainda “local de escoamento”.

  • きゅうみずながすことがありますので、したりないでください
  • Como às vezes a água começa a fluir de repente, não desça lá para baixo por favor

急に quer dizer “de repente”, 水 é palavra para “água”, enquanto 流れ出す significa “começar a fluir”. A expressão ことがあります dá ideia de algo acontece às vezes, de vem em quando. 下 significa “embaixo”, enquanto o verbo 降りる quer dizer “descer”. Por fim, o 下さい indica que o pedido está sendo feito de forma gentil. Vale destacar que, embora em português “descer lá para baixo” seja pleonasmo vicioso, em japonês a frase é assim mesmo.

Para finalizar, na parte de baixo temos uma espécie de assinatura do órgão responsável pela manutenção da redondeza.

  • きょうきょうぼくしょ
  • Prefeitura de Kyoto - Cidade de Kyoto - Escritório de Obras Públicas

A palavra 土木 significa “obras públicas”. Já 事務所 quer dizer “escritório”. Vale salientar que 京都府 se refere a Prefeitura de Kyoto, que é como se fosse um equivalente aos estados brasileiros. Depois, temos apenas 京都, que aí sim, é a cidade de Kyoto (assim como temos o Estado do Rio de Janeiro e a cidade do Rio de Janeiro).

Últimos comentários
  1. guilherme 21 de março de 2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *