Hiragana – O primeiro sistema de escrita do japonês

Atenção! Já estamos recebendo pré-matrículas para a turma de 2019 do Programa Japonês Online, nosso treinamento completo para você atingir um nível avançado de japonês. As matrículas acontecem dia 14 de janeiro, clique aqui para saber mais.

O HIRAGANA é o sistema de escrita mais básico da língua japonesa. Com ele, é possível escrever todas as palavras em japonês, pois todos os sons do idioma podem ser expressados em HIRAGANA. Sendo assim, aprender o HIRAGANA é a primeira coisa que você deve fazer para começar a aprender japonês. É composto por 46 letras, onde cada símbolo já representa um som.

Uma letra por si só já possui um som, ou seja, não é necessário uní-las para formar as sílabas. Justamente por isso, alguns chamam o HIRAGANA de silabário ao invés de alfabeto.

Veja um exemplo básico:

  • A letra に tem o som de “ni”
  • A letra ほ tem o som de “ho”, semelhante a “rrô” do português
  • A letra ん tem o som de “n”, como em “canja”, “câncer” ou “Adilson” do português
  • Unindo as três, temos にほん, que tem o som de “nihon” e significa Japão

Assista a aula abaixo para uma introdução mais detalhada.

Para aprender japonês, saber o HIRAGANA é indispensável. Se você está interessado em começar a aprender japonês, coloque seu foco em memorizar todo o HIRAGANA, isto porque a maioria dos materiais didáticos de ensino de japonês ensinarão as palavras e frases utilizando o HIRAGANA. Ele também serve como base para você aprender os outros dois sistemas de escrita: KANJI e KATAKANA.

Confira abaixo uma tabela com as 46 letras que formam o HIRAGANA:

Concentre-se em aprender o HIRAGANA, você pode dominá-lo em 1 ou 2 semanas caso se dedique pelo menos meia-hora por dia. Depois que aprender HIRAGANA, você terá uma maior clareza sobre como funciona a língua japonesa e terá condições de estudar materiais que ensinam palavras e frases. Antes de aprender o HIRAGANA, não se preocupe com nenhuma outra coisa.

Nós preparamos uma série de 10 aulas para praticar. Analisaremos no total 100 palavras em japonês, todas escritas em HIRAGANA. Após assistir e estudar atentamente esta série, sua capacidade de reconhecer as letras do HIRAGANA estará certamente maior.

Clique aqui para acessar todas as aulas desta série. Estude com atenção e afinco este conteúdo, ele fará com que você aprenda suas primeiras palavras em japonês e se torne cada vez mais capaz de ler o idioma.

Não se preocupe agora em saber como escrever ou com a caligrafia. O segredo para aprender japonês de forma tranquila é ser capaz de aprender uma coisa de cada vez. Aprenda primeiro a ler, a reconhecer o som que cada letra representa. Depois você pode aprender a tracá-las, mas faça sempre uma coisa de cada vez!

Você também pode acessar cada aula pela lista abaixo:

Disponibilizamos também uma tabela completa para você imprimir e guardar. Esta tabela inclui também o KATAKANA, sistema de escrita que você aprenderá após o HIRAGANA. Clique aqui para acessar a tabela.

Gostou? Deixe um comentário dizendo o que achou e poste também todas as suas dúvidas! Recomende esta página para seus amigos que também querem aprender japonês.

Grande abraço e bons estudos!

Últimos comentários
  1. Débora 13 de abril de 2015
  2. Nivea kadota 23 de abril de 2015
    • Yuuki 15 de fevereiro de 2016
  3. Rogéria Maria Gomes 29 de abril de 2015
  4. David Samos 18 de maio de 2015
  5. calmone bezerra leal suzuki 21 de maio de 2015
  6. Ricardo Martins 25 de maio de 2015
  7. Gean 29 de maio de 2015
  8. Jairan Rodrigues 14 de agosto de 2015
    • Matheus Martins 2 de setembro de 2015
  9. Matheus Martins 2 de setembro de 2015
  10. Lourdes 6 de outubro de 2015
    • Luiz Rafael 7 de outubro de 2015
  11. Xavier Silva 4 de novembro de 2015
    • Xavier Silva 4 de novembro de 2015
    • M.Garcia 14 de julho de 2016
  12. Christofer 11 de janeiro de 2016
  13. Ichibi yujin 19 de fevereiro de 2016
  14. MAFALDA BONFA MULLER 23 de fevereiro de 2016
  15. Adiele 13 de maio de 2016
  16. Ss otome 3 de maio de 2017
  17. maria de lourdes ribeiro gandra -= Malu 22 de maio de 2017
  18. Joaquim Costeira 17 de março de 2018
  19. Raphael Luiz Labatut Teixeira 10 de dezembro de 2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *