O que não te ensinaram sobre KANJI

Atenção! Já estamos recebendo pré-matrículas para a turma de 2019 do Programa Japonês Online, nosso treinamento completo para você atingir um nível avançado de japonês. As matrículas acontecem dia 14 de janeiro, clique aqui para saber mais.

Um dos assuntos que mais causam dores de cabeça nos estudantes de japonês (se não for o que mais causa) é o processo de Estudo de KANJI.

KANJI é um dos sistemas de escrita da língua japonesa, ao lado do HIRAGANA e do KATAKANA.

Esses ideogramas foram trazidos da língua chinesa e, por serem numerosos (mais de 2000 ideogramas estão na lista dos considerados “KANJI de Uso Diário”), encontrar uma maneira eficiente de aprendê-los é essencial.

Nesta aula, desmitificamos e conversamos sobre alguns dos principais pontos envolvendo o processo de aprendizado de KANJI.

Entendendo os KANJI

Os KANJI, também chamados de Ideogramas Chineses, como o próprio nome diz, são originários da língua chinesa.

Comparando com todos os ideogramas que são usados na língua chinesa, o japonês carrega somente uma pequena parcela dessas letras, com atualmente 2136 caracteres na lista oficial chamada de “Kanjis de Uso Diário” (常用漢字).

KANJIs não são Palavras

É importante fazermos essa desassociação, um KANJI não é uma palavra, e sim um caractere que carrega um conceito, um significado por trás.

Esse significado pode compor uma palavra sozinho, ou não. Por exemplo:

(Brilho/Luz) → Esta é UMA palavra em Japonês, que é escrita com UM KANJI.

電話 (Telefone) → Esta é UMA palavra em Japonês, que é escrita com DOIS KANJIs;

新幹線 (Trem-bala) → Esta é UMA palavra em Japonês, escrita com TRÊS KANJIs;

都道府県 (Regiões Administrativas do Japão) → Esta é UMA palavra em Japonês, escrita com QUATRO KANJIs.

KANJIs não são lidos sozinhos

Para lermos os KANJIs, utilizamos do HIRAGANA, que é um sistema somente fonético, ou seja, suas letras carregam apenas um SOM, enquanto que os KANJIs carregam uma IDEIA.

O KANJI 車, por exemplo, sozinho significa a palavra em Japonês para “Carro”.

Essa palavra é lida KURUMA.

Ou, em HIRAGANA, くるま.

Ou seja, a palavra “Carro”, em Japonês, é escrita 車, e é lida くるま (kuruma).

FURIGANA

Como KANJIs não carregam som, para facilitar a sua leitura, é utilizado o FURIGANA, que é a leitura em HIRAGANA do KANJI, posicionada acima ou ao lado da letra, muito comum em revistas, mangás, etc:

Com a palavra 車, por exemplo, o FURIGANA fica dessa forma:

くるま

Assim, é possível saber como ler um KANJI, mesmo sem conhecê-lo


As pessoas fazem o Processo Inverso

No Japão, as crianças aprendem na escola os KANJIs individualmente, com um número definido de KANJIs por ano.

Porém, quando as crianças vão estudar os KANJIs individualmente, elas já sabem japonês, já falam japonês e já sabem palavras em japonês.

É uma tendência no ocidente querer ensinar os alunos de japonês dessa mesma forma.

Porém, este método de estudo para quem não conhece a língua japonesa profundamente, é extremamente lendo e árduo, sendo pouco eficiente.

O Processo Inverso que os estudantes tendem a querer fazer é:

Querem aprender das pequenas partes para o todo, sendo que o mais eficiente é aprender do todo para as pequenas partes.

“O que isso significa?”
“Qual então é o método que eu devo usar para aprender KANJI?”

É sobre isso que vamos falar no próximo tópico deste artigo.


Aprenda dentro de Palavras

Foque em aprender KANJI dentro de palavras, da forma que as palavras são!

Por exemplo, se te apresento a seguinte palavra:

電話

E te falo que esta palavra é lida でんわ (denwa), que significa “Telefone”, e você entendeu isso, sua missão foi cumprida!

Você não precisou saber o que 電 significa sozinho, ou o que 話 significa sozinho para entender que a palavra 電話 significa “Telefone”.

Entretanto, isso não significa que você deve focar em decorar listas de palavras!

Aprenda as palavras dentro de sentenças, pois ver o uso da palavra na prática, dentro de um contexto, aumenta muito a capacidade do nosso cérebro de fazer conexões e lembrar dela. Por exemplo:

とうきょう外国人がいこくじんがいる。
Há pessoas estrangeiras em Tóquio.

As palavras destacadas, とうきょう, que significa “Tóquio”, e 外国人がいこくじん, que significa “Pessoa estrangeira”, são palavras em KANJI.

Não é preciso conhecer cada KANJI isoladamente para entender estas duas palavras.

Estudar desta forma permite acelerar o seu processo de estudos de forma avassaladora, além de te proporcionar entender naturalmente o que cada KANJI significa individualmente, devido à quantidade de palavras que você conhecerá que utilizam este KANJI.


Não foque em Leituras Individuais

Como comentamos no começo deste artigo, os KANJI foram trazidos do idioma chinês.

Essa mistura fez com que cada ideograma fosse lido de várias formas diferentes, devido à forma como a letra era lida na China e a forma como passou a ser lida no Japão.

São as chamadas Leitura ON (leitura da letra originária do chinês) e Leitura KUN (leitura japonesa da letra).

Muitos materiais de estudo trazem estes conceitos para os alunos de japonês, forçando-os a decorar todas as leituras, padrões e exceções de cada letra, ocasionando um estudo lento, árduo e extremamente difícil.

A letra 日, por exemplo, que significa “Dia”, e também carrega o sentido de “Sol”.

Veja estas palavras que possuem esta letra:


Dia

ゆう
Pôr-do-sol

ほん
Japão

しゅくじつ
Feriado

日曜にちよう
Domingo

ふつ
Dia 2 do mês

Apenas nessas palavras, 日 adotou 6 leituras diferentes: ひ, に, じつ, にち, び e か.

Porém, saber de todas as leituras é irrelevante!

Se conhecemos as palavras, conhecer as leituras de cada letra será consequência disso.


Ler e Escrever são coisas diferentes

Para finalizar, um outro conceito que é importante entendermos ao estudar KANJI:

Ler e Escrever em japonês são processos de estudo diferentes.

Se focamos apenas em ler, reconhecer e absorver o japonês no começo, teremos alicerce suficiente da língua no longo prazo para, em qualquer momento (para quem tiver essa vontade), aprender a escrever.

Afinal, aprender a escrever uma língua com mais de dois mil caracteres é completamente diferente de aprender línguas ocidentais que utilizam um alfabeto ou exatamente igual ao nosso, ou extremamente semelhante, com algumas pequenas diferenças pontuais.

Porém, isso não é nenhuma proibição!

Você é livre nos seus estudos para fazê-los da forma que preferir, estas são apenas algumas sugestões e conclusões que chegamos após alguns bons anos estudando língua japonesa pelos mais diversos métodos! =)


Estas foram algumas observações e pensamentos sobre o Estudo de KANJI.

Esperamos que tenha sido útil para você! =)

Alguma dúvida, comentário, opinião sobre o conteúdo deste artigo? Conte para nós aqui nos comentários!

Bons estudos!

Últimos comentários
  1. Gabriel Diaz 22 de agosto de 2018
  2. Évelin 28 de agosto de 2018
  3. Thays 28 de agosto de 2018
  4. Vicente Paulo Crispim da cruz 28 de agosto de 2018
    • Vinicius Rodrigues 2 de setembro de 2018
  5. Marcelo 28 de agosto de 2018
  6. Olga Bastyi 28 de agosto de 2018
  7. Vitória 29 de agosto de 2018
  8. Elisa Maria Rodrigues 29 de agosto de 2018
  9. Jennifer 30 de agosto de 2018
  10. Domingos 14 de novembro de 2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *