OKURIGANA – Por que mistura-se HIRAGANA e KANJI?

Atenção! Já estamos recebendo pré-matrículas para a turma de 2019 do Programa Japonês Online, nosso treinamento completo para você atingir um nível avançado de japonês. As matrículas acontecem dia 14 de janeiro, clique aqui para saber mais.

Hoje responderemos à pergunta do nosso inscrito do YouTube, William Baldega:

Para responder a essa questão, apresentaremos o conceito de OKURIGANA:
Letras em HIRAGANA que acompanham palavras em KANJI.


Okurigana

Usando como base a frase de exemplo enviada pelo William:

テレビをます
Ver TV

O verbo ます, que significa “Ver” possui as letras em HIRAGANA ま e す, que acompanham o KANJI 見.

São essas letras em HIRAGANA que definem o OKURIGANA dessa palavra.

Para conjugar em diferentes formas verbais, seria justamente o OKURIGANA que alteraríamos:


Forma de Dicionário: Ver

ます
Forma MASU: Ver

ました
Passado Formal: Vi

たい
Forma TAI: Quer ver


Mais exemplos

Veja os seguintes exemplos de verbos, com o OKURIGANA destacado em azul:

ちる
Cair

かえ
Repetir

たたか
Lutar


Morrer

Nem sempre é Verbo

Não necessariamente haverá mistura de HIRAGANA e KANJI somente em verbos. Diversas palavras são construídas dessa forma simplesmente porque são assim. Veja esses exemplos:

すこ
Pouco

しず
Silêncio

たのしい
Divertido

Inclusive, assim como os verbos, adjetivos também podem ser conjugados, e mais uma vez essa conjugação será aplicada no OKURIGANA da palavra.

Utilizando este último exemplo, o adjetivo たのしい, que significa “Divertido”:

たのしい
Divertido

たのしくない
Não divertido

たのしかった
Foi divertido


Não devemos nos preocupar

A melhor dica que podemos dar em relação às palavras em japonês é: Aprendê-las da forma que são.

Isso porque nem sempre haverá uma explicação lógica do porquê da palavra ser daquele jeito, sem puxar todo um histórico dela, que é irrelevante para o estudo do idioma.

Veja, por exemplo, a palavra em japonês para “Borracha”, aquela do material escolar, usada para apagar:

しゴム

Esta palavra é escrita com os 3 sistemas de escrita da língua japonesa combinados. Porém, não é necessário colocarmos esforços em entender o porquê disso, quando podemos aprender a palavra, aumentar nosso vocabulário, e seguir em frente nos estudos.

Podemos nos portar da mesma forma que uma criança nativa japonesa, que aprende a palavra e a internaliza, sem buscar os porquês da sua construção. Mesmo que ela vá entender esses porquês no futuro.


Entendendo os Kanjis

Por fim, uma observação importante sobre KANJI:
Existem palavras que são escritas com um único KANJI, porém, nem todo KANJI isolado é uma palavra!

Por exemplo, a palavra ひかり, que significa “Luz”/“Brilho”, é escrita somente com um KANJI.

Porém, o KANJI do verbo ます, por exemplo, que é 見, apesar de possuir o significado de “Ver”, sozinho ele não representa nenhuma palavra, ele somente é utilizado para compor outras palavras. Como a palavra 見学けんがく, por exemplo, que significa “Excursão”.

A abordagem que devemos ter é: Consumir as palavras em KANJI da forma que encontramos, invés de tentarmos juntá-las e criar palavras!


Alguma dúvida sobre o conteúdo dessa aula? Deixe nos comentários!

Bons estudos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *